Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

|| DreamAchieve || Performance Coaching

Psicologia do Desporto e Performance || Coaching Desportivo e Executivo || Formação

|| DreamAchieve || Performance Coaching

Psicologia do Desporto e Performance || Coaching Desportivo e Executivo || Formação

RAIVA, MEDO, TRISTEZA - BOM OU MAU?

image.jpeg

Existem 4 emoções básicas, que todos os seres humanos têm:

 

- Alegria

- Tristeza

- Medo

- Raiva

 

Agora faz-me um favor... Tira 15 segundos para separar estas 4 emoções em 2 categorias: Emoções boas e Emoções más.

 

Já está? Ok!

 

Seja qual for a separação que fizeste, pensa se realmente existem, dentro destas 4 emoções, as boas e as más.

 

Por exemplo, como seria se, ao perderes alguém que te é muito próximo, não sentisses nada?

 

Como seria, se conduzisses um carro, sem o mínimo de medo para controlar a tua velocidade?

 

Como seria se visses alguém atacar a tua família, e não sentisses raiva suficiente para entrar em modo de sobrevivência, para lutar por eles?

 

Como seria a tua vida sem as emoções que consideras más?

 

Ou como seria se apenas sentisses alegria a toda a hora? Estás nas aulas, no cinema, numa reunião de trabalho, e só te apetece saltar de alegria.. Seria no mínimo inadequado, não?

 

Na verdade elas não são boas nem más, elas podem sim, estar desajustadas ao contexto em que te encontras.

 

Quantas vezes ouviste: "Não fiques triste!"; "Não tenhas medo!"; "Não se deve ter raiva!"? Mesmo relativamente à alegria, quantas vezes te disseram para rir mais baixo?

 

O que acontece é que, hoje em dia temos um monte de pessoas que não sabem gerir as emoções, porque lhes foi dito para não as sentirem.

 

Quando vês uma pessoa "amuada", provavelmente ela tem dificuldades em expressar a sua raiva de uma forma adequada. (Forma adequada também não é atirar mesas!)

 

Quando vês uma pessoa que, depois de algo negativo ter acontecido, ela decide sair e fazer "loucuras", provavelmente ela não sabe lidar com a tristeza. Quem sabe, ouviu muitas vezes que a tristeza e a fraqueza são a mesma coisa. Se fossem iguais, não seriam palavras diferentes.

 

Quando alguém tem um sonho e constantemente o adia, quem sabe não seja o medo de falhar.

 

São exemplos, mas talvez te identifiques com algum.

 

Queres aprender a lidar com as tuas emoções? Fala sobre elas. Sê corajoso para expressar o que sentes.

 

Alguém te ofendeu? Não fiques simplesmente amuado, a dizer que está tudo bem, realmente não estando. Expressa o que sentes à pessoa.

 

Algo te deixou triste? É porque era importante para ti. Lida com isso, fala sobre o assunto, e ultrapassa a situação criando soluções.

 

A comunicação é o princípio da liberdade.