Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

|| DreamAchieve || Sports & Performance

Psicologia do Desporto e Performance || Coaching Desportivo e Empresarial || Formação

|| DreamAchieve || Sports & Performance

Psicologia do Desporto e Performance || Coaching Desportivo e Empresarial || Formação

  Tenho trabalhado com muitos atletas que me dizem o seguinte: "Acho que as coisas estão a correr bem. Não faço nada de extraordinário, mas também não faço nada de mal." Eu pergunto: "Isso é correr bem?" Eles respondem: "Secalhar não!.."   Tudo isto pelo medo de falhar. Das coisa que mais digo aos atletas é que normalmente o hábito é treinar e fazer preparação para que tudo corra bem, mas em algum momento as coisas vão correr mal. Quem souber lidar melhor com o fracasso, (...)
  Esta semana a DreamAchieve teve oportunidade de entrevistar Carolina Gonçalves, atleta internacional que, além de ter tido um papel crucial no Europeu de sub-20 feminino, foi também a segunda melhor marcadora da competição (média de 20 PTS), e a jogadora com mais roubos de bola (média de 3 RB).   DA: Carolina, por onde foi o teu percurso desportivo até hoje? CG: Iniciei o meu percurso desportivo (...)
  Esta semana a DreamAchieve esteve à conversa com Nuno Manaia, considerado o Treinador do Ano da Liga Feminina, e que esta época conquistou pelo GDESSA (Grupo Desportivo Escola Secundária de Santo André) a Taça de Portugal e o Campeonato Nacional.    DA: Nuno, conta-nos como foi o teu percurso como treinador?  NM: Dei o meu 1º treino a uma equipa de Sub14 Femininos no CIBA em 1996, por (...)
10 Jul, 2017

NEXT STEP!

  Ao começar a época no meu primeiro ano no CAB, estava ainda sem perceber o que me estava a acontecer. Estava a ter uma oportunidade espetacular. A jogar com grandes jogadoras a nível nacional, num grande clube, com um grande treinador.   O primeiro jogo do campeonato estava a chegar, e mesmo sem perder o sono (era impossível com a quantidade de treinos não ter vontade de dormir à noite), pensava como iria ser a minha prestação.   Já tínhamos tido a Super Taça (e vencemos), (...)
  Diz-se, e eu também digo muitas vezes, que não devemos olhar para trás. Em muitos contextos isso encaixa-se na perfeição, porque a maioria das vezes em que alguém está a olhar para trás, perde o foco do que está à sua frente.   Mas tudo é relativo. Tudo depende. E olhar para trás pode ser bom. Pode, dependendo da forma como percecionas toda a situação, ajudar-te a perceber para onde queres ir.   Quando tinha 21 anos torci o joelho num treino. Soube na hora que não era (...)
26 Jun, 2017

PASSA-ME A BOLA!

  Uma das coisas que nos faz amar o que fazemos, é ter uma noção de auto-competência em alta consideração. Traduzindo, gostamos de ser bons no que fazemos. Quando isso não acontece, ou por algum motivo começamos a perder talentos, começamos a ter vontade de desistir. Por outro lado, quanto melhores somos em alguma coisa, mais queremos investir nesse caminho.   Isto é ótimo, mas podemos também correr o risco de nos esquecermos dos nossos objetivos iniciais.   Já contei aqui (...)
  Existe uma tremenda dificuldade geral em lidar com os erros. Mais ainda quando alguém nos chama à atenção daquilo que fizemos, ou poderíamos fazer melhor.   Damos imensos significados às correções que nos são feitas, e pior, deixamos esses significados definirem quem somos. Nós somos muito mais do que os nossos erros. Somos muito além do que fazemos num determinado momento e situação.   Quando eu era iniciada, mais ou menos um mês depois de começar a treinar pela (...)
11 Jun, 2017

LUTA MENTAL

 Houve momentos na minha vida de atleta em que parecia que não dava mais. Viver na alta competição, e principalmente estágios da seleção nacional, é necessário realmente querermos estar lá.    Quando estagiava 6, 7 às vezes 8 dias seguidos ou mais, e ia dois dias a casa e voltava para mais uma semana de estágio, não era uma questão de se estava cansada, mas sim do quanto estava cansada. Uns dias mais outros dias menos, mas a minha entrega tinha que ser a mesma, o meu (...)
  Esta semana a DreamAchieve conta com as reflexões de Eugenio Rodrigues, selecionador nacional da equipa feminina de Sub-20, que se está a preparar para o campeonato europeu que será de 8 a 16 de Julho em Matosinhos.    DA: Eugénio, conta-nos como tem sido o teu percurso como treinador?  ER: Já vai longo este meu trajeto como treinador. Efetivamente abracei esta "vida" bem cedo, no ano de 1984, (...)