Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

|| DreamAchieve || Performance Coaching

Psicologia do Desporto e Performance || Coaching Desportivo e Executivo || Formação

|| DreamAchieve || Performance Coaching

Psicologia do Desporto e Performance || Coaching Desportivo e Executivo || Formação

COMO IDENTIFICAR UM PSICOPATA?

image.jpg

Ao responder à pergunta do título há quem diga: "Fácil! São aqueles que cometem os crimes mais horrorosos!"

 

Existe um mito difícil de dissipar graças às séries e filmes de hoje.. Nada contra, gosto e vejo muitas delas.

 

Na verdade, menos de 5% da população mundial é psicopata, já contando provavelmente com os que ainda não foram diagnosticados.

 

Pode parecer pouco.. Não é!

 

Se passas por cem pessoas por dia (que de certeza que passas), três, quatro ou até cinco são psicopatas.

 

A "boa notícia" é que os psicopatas não são todos assassinos em série, nem os assassinos em série são todos psicopatas.

 

Os psicopatas podem ser pais de família, empresários, líderes políticos, religiosos... Pode ser o teu chefe, o teu professor, o teu colega... Na verdade pode ser qualquer um (ou uma) que apresente as seguintes características:

 

 

- Manipulador

 

- Mentiroso compulsivo

 

- Charmoso

 

- Sentimentos superficiais

 

- Personalidade narcisista (gosta de forma exagerada de si mesmo)

 

- Relações afetivas de curta duração

 

- Impulsivo

 

- Demasiado confiante

 

- Ausência de remorsos ou culpa

 

- Zero de empatia

 

 

Todas estas características são usadas com o objetivo de obter um resultado.

 

O cérebro destes, é fisicamente diferente, principalmente no lobo frontal e na amígdala. É possível ver diferenças relativamente aos cérebros de pessoas sem psicopatia, nas zonas que se identificam as emoções.

 

Os psicopatas não conseguem identificar e lidar com emoções, então passam por cima de qualquer ética para alcançar o que lhes dá prazer. Dinheiro, poder, vantagens, um posto de trabalho, um bem, sexo, morte...

 

Profissões como diretor executivo, advogado, cirurgião, vendedores, polícia, líderes políticos e/ou religiosos, atraem psicopatas.

 

Profissões como terapeutas, enfermeiros, voluntários, professor, não atrai tanto.

 

Poder e psicopatia combinam.

 

Existem histórias de assassinos sim. Mas também existem histórias de pais de familia, que apenas casam porque o suposto sogro é dono de uma empresa multinacional, e prometeu um emprego de alto status ao futuro genro. Assim que conseguem o que quer, fazem o necessário para passar por cima até de mulher e filhos, deixando-os de um dia para o outro.

 

Por isso que quando um psicopata comete um crime, é normalmente tão horroroso.. Não há sentimento de culpa. Não há empatia. Nem piscam.

 

Uma coisa é certa.. Todos nós conhecemos e provavelmente convivemos com um psicopata.

 

P.S.: Para mais informações, pesquisar Hare PCL-R (Psychopathy Checklist) - Teste de diagnóstico para paicopatas.