Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

|| DreamAchieve || Performance Coaching

Psicologia do Desporto e Performance || Coaching Desportivo e Executivo || Formação

|| DreamAchieve || Performance Coaching

Psicologia do Desporto e Performance || Coaching Desportivo e Executivo || Formação

ENSINAMENTO MIYAGI

image.jpeg

Quando eu era ainda sub-16, havia uma regra nos estágios da seleção: Não podíamos ficar com o telemóvel connosco. A Isabel apenas nos dava durante meia hora depois de almoço, e durante meia hora antes de ir dormir, para podemos falar com os nossos pais. Alguma emergência, eles tinham que ligar para ela....

 

Isto no tempo em que os telemóveis só serviam para telefonar e mandar mensagens. Ainda assim causavam distração, principalmente quando em contexto de seleção, um dos objetivos é criar uma equipa, uma ligação entre jogadoras que não se conheciam assim tão bem.

 

Eu não entendia na altura, mas não reclamava. Também não entendia porque é que quando já tínhamos treino às 10:30 da manhã e às 18:30 da tarde, porque é que era preciso levantar-me as 7:00 da matina para ir treinar antes do pequeno-almoço.

 

Como a essa hora não tínhamos sequer pavilhão, o nosso treino era na rua.

 

Uma vez estávamos em estágio numa quinta, e às 7:30 da manhã fomos treinar no meio da vegetação. O objetivo do treino era aperfeiçoar a técnica dos bloqueios, e usámos as árvores como defesas! Sim as árvores! O treino foi bloqueios às árvores!

 

Sentia-me um pouco envergonhada, até nos ríamos, mas não podíamos sequer pensar em não nos empenhar. Os incentivos da Isabel e do Rui não deixavam tempo nem para bocejar (apesar do sono).

 

A determinada altura olhei para o lado e estava um pavão a olhar para nós... De repente ele abriu aquele rabo colorido, devia estar assustado! Talvez o sonho dele também fosse ser jogador de basquet, mas deve ter desistido quando viu o que tinha que fazer...

 

Não entendíamos na hora, mas depois aquilo dava resultado. Em certos momentos de competição, certas coisas que não conseguíamos fazer, quando dávamos conta saía de forma natural. Mais que isso, ensinamentos de vida, que só comecei a entender agora, e que ainda hei-de entender mais tarde.

 

Eram ensinamentos tipo Mr. Miyagi... Primeiro odeias e não entendes. Quando vais a ver, és o Karate Kid.

 

Hoje falta um pouco disso, falta um pouco de contacto, de relacionamento.. É tudo mais prático, mais rápido, mais efetivo...

 

Quem dera hoje mais treinadores irritassem os seus jogadores ao fazerem-lhes levantar com as galinhas (literalmente). Quem dera mais treinadores tirassem os telemóveis na hora dos convívios... Hoje é invasão de privacidade, ou outro crime qualquer!

 

A 20 de Julho de 2002, um sábado, acordei oito e pouco da manhã com a voz da Isabel (ela acordava-nos quarto por quarto, hoje também é o telemóvel que faz isso), ela vinha com o meu telemóvel na mão e disse: "Liga à tua mãe, que tens uma boa notícia!"

 

Liguei à minha mãe, com a Isabel ali ao lado.. O meu irmão tinha nascido durante a madrugada, às 5:10 da manhã.

 

Perguntam-me se não preferia ter sabido logo na hora. Não... Porque se soubesse àquela hora, com todos à minha volta a dormir, ia saber sozinha, pelo telefone. Ali soube acompanhada, e tive com quem festejar. Acham que me vou esquecer disso algum dia?

 

Voto por mais equipas assim. Por mais treinadores assim. Por mais desporto assim. Por mais educação assim. Por mais seres humanos assim.