Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

|| DreamAchieve || Performance Coaching

Psicologia do Desporto e Performance || Coaching Desportivo e Executivo || Formação

|| DreamAchieve || Performance Coaching

Psicologia do Desporto e Performance || Coaching Desportivo e Executivo || Formação

SERÁ QUE VOU FALHAR?

IMG_2990.PNG

 

Tenho trabalhado com muitos atletas que me dizem o seguinte: "Acho que as coisas estão a correr bem. Não faço nada de extraordinário, mas também não faço nada de mal." Eu pergunto: "Isso é correr bem?" Eles respondem: "Secalhar não!.."

 

Tudo isto pelo medo de falhar. Das coisa que mais digo aos atletas é que normalmente o hábito é treinar e fazer preparação para que tudo corra bem, mas em algum momento as coisas vão correr mal. Quem souber lidar melhor com o fracasso, é quem chega mais longe. Lidar principalmente com duas coisas: Com o facto de que o fracasso, na maioria das vezes, ensina-nos mais que as vitórias. E que o fracasso é sempre algo intermediário com as conquistas.

 

Isso quer dizer que no processo de busca pelo desenvolvimento, pelo crescimento, pela evolução, vão haver falhanços. E estes não têm que ser necessariamente maus.

 

Nos meus primeiros anos de basquete, jogámos contra uma equipa excessivamente fraca. Fraca mesmo. O primeiro jogo que fizemos contra elas ganhámos 72-2. Sim, não leram mal. As miúdas só conseguiram marcar 2 pontos. Coitadas... Além disso, dos 72 pontos da minha equipa eu marquei 70. Não devo ter falhado muito.. E os que falhei provavelmente ganhei o ressalto ofensivo e marquei depois.

 

Ou seja, o que é que havia para corrigir ali? O que havia para evoluir? Ainda que me dissessem alguma coisa, será que eu ia prestar atenção? Nós prestamos mais atenção quando falhamos!

 

Na segunda volta do campeonato, fomos jogar a casa delas, das "fracas". Não me perguntem o que aconteceu, até porque não me lembro muito bem, mas provavelmente, elas por terem falhado tanto contra nós, foram treinar, treinar e treinar. Enquanto nós estávamos super tranquilas com este jogo. Perdemos por 2 pontos. Já disse para não me perguntarem o que aconteceu...

 

Será que falhar no primeiro jogo foi assim tão mau para elas? Quem evoluiu mais?

 

Pensar que é melhor não tomar nenhuma atitude, porque assim pelo menos não se faz asneira, creio que é, diria eu, o motivo principal de tantas oportunidades perdidas. Oportunidades de evoluir por lado, e oportunidades de mostrar quem és por outro lado.

 

Quantas vezes podias ter ido e não foste? Quantas vezes te arrependeste de não arriscar? De não ter mostrado o teu valor?

 

Se errares, mais rápido é corrigires esse erro, do que ficares à espera que algo aconteça do ar, por não arriscares.

 

O que vai acontecer é que, por causa do medo, que é uma cena que nem existe, são apenas coisas que imaginas que poderão ou não acontecer, a oportunidade que era para ser tua, vai ser aproveitada por outro. Não sei bem se é isso que queres...

 

Então respondendo à pergunta do título... Será que vais falhar? Sim, vais! Mas isso é assim tão mau?

 

Até para a semana!