Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

|| DreamAchieve || Performance Coaching

Psicologia do Desporto e Performance || Coaching Desportivo e Executivo || Formação

|| DreamAchieve || Performance Coaching

Psicologia do Desporto e Performance || Coaching Desportivo e Executivo || Formação

TREINO BEM, JOGO MAL

player_tired_185.jpg

É comum este fenómeno. Um atleta treina bem, com intensidade, com qualidade, destaca-se durante a semana, e quando chega a hora de competir, parece que muda de cor. Nem parece a mesma pessoa...

 

Tive um atleta que recentemente dizia que até a respiração dele mudava ao ponto de ter que parar, de tão ansioso e nervoso que os momentos decisivos lhe faziam.

Quando lhe perguntei o que pensava nesses momentos (o pensamento é sempre o desencadeador do sentimento), disse que tinha medo de não conseguir mostrar o que valia, de desiludir, de falhar...

Visto que é o pensamento que origina o sentimento ou estado emocional, é no pensamento que temos que trabalhar.

Ouvi muitas vezes treinadores dizerem a atletas que ficam ansiosos: “Não fiques ansioso! Anda!”

Isso é uma daquelas ordens que fazem o atleta pensar: “Ya, como?”

Quando acontecem estás situações, há três coisas que se podem fazer:

 

Treinador

- Relativizar os momentos da competição. Por vezes a importância excessiva que é dada a estes momentos está na forma como o próprio treinador (e por vezes os pais) falam sobre os jogos e a importância de ganhar.

- Dar informação útil ao atleta. Dizer para não ficar ansioso é uma informação inútil, viro que o atleta não pode fazer nada com ela. O mais proveitoso será falar do próprio momento, do que é para fazer, de movimentos específicos e das estratégias a aplicar naquela competição.

- Atenção à linguagem não-verbal. Comunicamos mais através dela (93%), do que das nossas palavras (7%). Se estás nervoso como treinador, o mais provável é que passes para o atleta.

 

Atleta

- Foca no momento, no agora, não no que poderá vir a acontecer depois, nas consequências Oh no que vão pensar. A única coisa que podes controlar é o que vais fazer agora.

- Concentra-te no processo e não no resultado. Quanto mais pensas no futuro, menos energia tens para fazer o que tens para fazer no presente.

- A tua postura não é só influenciada pelo que sentes, como também influencia o que sentes. Se estás encolhido, de cabeça baixa, e com o corpo preso, além de estares menos à vontade para praticar desporto, irás sentir-te inibido.

 

Pensa que se ganhares esse jogo, é apenas isso, uma vitória. É bom, mas não é um momento que irá mudar a tua vida. Igualmente a derrota, não é bom, mas não vai destruir a tua vida. É capaz até de te ensinar mais que a vitória.

É como costumo dizer... Depois da criação do mundo, das casas, monumentos, eletricidade, e etc... Criou-se o Basquetebol. Não acredito que tenha sido criado para tirar-te a paz.

Aprende a aproveitar o melhor do desporto.

Até para a semana!

 

Fonte: Planeta Basket

Lê mais artigos no Planeta Basket: Nádia Tavares - Planeta Basket

 

 

 

Realiza o nosso

Programa de Treino Mental ATHLETE'S MIND

AM-Final-Logo-Cara-01.jpg

 

 

Segue-nos no Facebook

fb.png

 

Informação sobre Eventos e Formações 

Apresentação.jpg

 

Ouve o nosso Podcast

HPH.png