Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DreamAchieve

Psicologia, Coaching PNL e Desporto

DreamAchieve

Psicologia, Coaching PNL e Desporto

ÚLTIMO TREINO

IMG_4309.PNG

 

Era quinta-feira, primeira semana de treinos da época. Cheguei ao fim do treino com o joelho dorido, inchado, não conseguia dobrar a perna... Lembro-me do treino, de querer provar que estava bem, de roubar bolas e de ganhar ressaltos... De fazer imensos contra-ataques...

 

Estava com vontade, estava no meu limite... Tanto que, mesmo com dores, continuei... Lembro-me do meu último treino, do meu último jogo, da minha última semana... Lembro-me do último treino que fiz sem dores no joelho...

 

Só há uma coisa que eu não me lembro... Não me lembro de saber que era o meu último treino, o meu último jogo, a minha última semana. Não há como lembrar nem como saber.

 

É difícil saberes quando vai ser o teu último momento em campo. Podes ter planeado anos de carreira, mas são coisas que não podemos controlar. Estamos sempre sujeitos a imprevistos, e mesmo fazendo muitas coisas para prevenir, por vezes não há nada a fazer.

 

Aliás , há sim uma coisa que se pode fazer...

 

Se houvesse forma de saber qual o teu último treino? E se só tivesses mais uma época? Mais um mês? Mais uma semana? E se hoje fosse o teu último dia em campo...

 

Será que treinarias com a atitude que treinaste ontem? Será que jogarias como jogaste na época passada? Será que te ias queixar das coisas que te queixaste, ou que as coisas que te distraíam iam voltar a distrair?

 

Será que se hoje fosse o último dia, irias ter orgulho do que fizeste? Irias ter orgulho do atleta que foste?

 

Se acabasse hoje, seria um final feliz, ou seria puro arrependimento por não teres feito melhor?

 

Será que te irias sentir mal por não ter feito mais, por não ter dado mais de ti no teu último treino?

 

Obviamente sempre podemos fazer mais e melhor, há sempre o "e se" na nossa cabeça quando acabamos alguma fase na nossa vida. Mas existe o "e se" hipotético, e o "e se" de sabermos que nas condições que tínhamos, podíamos ter feito muito, mas muito melhor.

 

O que queres que digam de ti como atleta quando deixares de jogar?

 

Em vez de pensares nisso como algo muito longínquo, pensa no HOJE. Pensa em ser esse atleta hoje. Porque na verdade é a única maneira de te tornares nesse atleta que queres ser. Sendo-o HOJE.

 

Se pensares que esta pode ser a tua última época, a tua última competição, o teu último treino, o teu último exercício... Vais deixar alguma coisa por fazer? Vais deixar esforços para depois?

 

Não, pois não?

 

Dá tudo como se não tivesses mais oportunidades para dar e mostrar quem és. Quem sabe é assim que te tornas em quem queres ser.