Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DreamAchieve

Psicologia, Coaching PNL e Desporto

DreamAchieve

Psicologia, Coaching PNL e Desporto

VíTIMA DA VIDA

gato_shrek[1].jpg

 

Vítima por definição, é aquele ou aquela que sofreu algum dano ou prejuízo... Partindo daí, obviamente existem graus de danos ou prejuízos. Mas ainda assim, não é isso que, em última instância, define uma vítima. 

 

Vemos pessoas vítimas de catástrofes horríveis, acidentes, perda de alguém próximo, uma agressão, que afirmam firmemente "Eu não sou uma vítima". Superam o que aconteceu, e tornam-se mais fortes. Com marcas, mas bem mais fortes. Usam até o que aconteceu como alavanca para ajudar outras pessoas. 

 

Por outro lado, vemos pessoas que são vítimas das suas próprias vidas. Dos acontecimentos mais simples, do que sucedeu ou deixou de suceder, do que as rodeia, das pessoas todas, do mundo todo!... 

 

Dizem muitas coisas deste género:

 

- Ninguém me ajuda

- Ninguém me entende

- Eu tenho uma limitação, então não consigo

- Eu sou diferente, então comigo não dá

- Ainda não me deram "tal coisa", por isso é que não consegui a "outra coisa"

- As pessoas fazem tudo mal, então não consigo trabalhar decentemente

 

Todas estas frases e crenças fazem uma coisa: Matam a ação! E é a ação que gera a reação! 

 

Até podes conseguir que te estendam a mão quando fazes “olhinhos de gato”, mas nunca chegarás longe com a máscara de vítima.

 

Uma vítima precisa de ajuda, precisa de compreensão e pode ter limitações… Então ela de alguma parte irá receber solidariedade. Mas nunca se dará uma grande responsabilidade a uma vítima.

Se uma pessoa estiver a trabalhar com uma vítima, quem ajuda quem? Quem ensina quem? Quem dá a quem? A vítima está numa posição que precisa de receber. Os grandes líderes têm que estar dispostos a dar.

 

Esperas fazer a diferença com esse espírito de vítima? Não vai acontecer…

 

Para fazer realmente a diferença, a vítima têm que ser os teus problemas, não tu!

 

Quem é que conta com alguém que se vê como vítima de todas as circunstâncias, da vida, dos outros?

 

O mundo conta com quem faz das suas histórias, boas ou más, uma experiência para inspirar os outros.

 

Então voltando à difinição inicial, secalhar vítima não é aquele que sofreu perda ou dano. Secalhar vítima é aquele ou aquela que se deixa levar por qualquer intrepertação de perda ou dano.

 

Por outro lado, os grandes heróis, não se tornaram heróis, sem uma história difícil para superar. 

 

Tu que até podes ter sofrido algo de terrível na tua vida, mas se hoje fazes a diferença através da tua superação, vais ser motivo de inspiração.

 

Mas se tudo o que te acontece é motivo para desculpas para não alcançares os teus sonhos, então outros terão de te inspirar a ti.

 

 Qual vais ser?