Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

|| DreamAchieve || Performance Coaching

Psicologia do Desporto e Performance || Coaching Desportivo e Executivo || Formação

|| DreamAchieve || Performance Coaching

Psicologia do Desporto e Performance || Coaching Desportivo e Executivo || Formação

VPN: MODO AUTOMÁTICO

MODO AUTOMÁTICO.jpg

Todos os sábados será publicado um artigo de Desenvolvimento Pessoal na Página Vivências Press News.

 

A realidade de hoje mostra-nos como a maioria das pessoas vive muito abaixo do seu real potencial. Sonham com muito, mas pouco alcançam daquilo que desejam. Constantemente se deitam à noite a imaginar outra vida completamente diferente, perguntando-se nas suas cabeças “e se eu fosse assim?”, “e se eu tivesse aquilo?”, “e se eu tivesse coragem para…?”.

 

Acordam cedo, deitam-se tarde, estão sempre ocupadas e cansadas, mas nunca estão a fazer nada de realmente produtivo, no que diz respeito a avançar com os seus sonhos. Muita ocupação e pouca produtividade. Nunca têm tempo para aquilo que realmente importa e andam basicamente a sobreviver, a trabalhar para pagar contas, e a viver no modo automático.

 

Fazem muitas coisas, mas deixam sempre coisas para fazer. Andam sempre com pressa, mas a vida avança devagar. Querem algo de diferente, mas a rotina é sempre igual.

 

Se dermos a volta ao mundo encontramos pouca gente que não viva assim… Não sabem realmente quem são, o que querem, o que gostam, e o que desejam alcançar. A única coisa que sabem é que não querem viver assim para o resto da vida.

 

Podias investir mais em ti – Não tenho tempo
Podias passear mais com a tua família – Trabalho muito
Podias tirar um dia para descansar – Tenho que pagar contas
Podias ser mais positivo – As coisas não estão fáceis
Podias começar a ir ao ginásio – Ando cansado
Podias fazer algo diferente – A vida está difícil

 

Nós tornamo-nos as histórias que contamos. As desculpas que dás, tornam-se a tua realidade. Se estas são as frases que dizes, esta é a tua vida. E conheço pessoas em todos os contextos que vivem neste ciclo vicioso de “nada de novo acontece na minha vida”. Existe uma explicação… Albert Einstein define insanidade mental da seguinte forma: Querer um resultado diferente, fazendo sempre a mesma coisa.

 

Estas pessoas vivem esta vida no modo automático, sem nunca quebrar a rotina de potencial mediano, sonhando com uma vida muito diferente, não fazendo nada para alcançá-la, e culpando o facto de nada de novo acontecer a tudo aquilo que não podem controlar.

 

A culpa de tudo isto é do tempo que é curto, do trabalho que é muito, das contas que não param de chegar, das coisas que são difíceis, da vida que é dura, do meu chefe que não me valoriza, do meu cônjuge que não me entende, do meu filho que não me respeita, do meu professor que não gosta de mim, do meu treinador que implica comigo.

 

Deixa-me fazer-te uma pergunta… Afinal essa vida que tu vives, é de quem? Tua, ou de tudo e todos à tua volta? Quem a está a viver? Tu, ou tudo e todos à tua volta? Então se é tua, e és tu que a vives, que tal tomares conta daquilo que é teu, em vez de deixares nas mãos de tudo e de todos à tua volta?

 

Queres uma vida diferente, faz algo diferente!
“Mas Nádia eu já tentei! Não deu em nada!”
Tentaste fazer o quê?
“Tentei de tudo Nádia, é impossível!”
Tudo? Tentaste TUDO? Tudo o que existe no mundo? Esgotaste todas as possibilidades?
“Oh… Não… Tudo não! Tentei duas coisas diferentes e não deu resultado!”
Tentaste fazer duas coisas e desististe?
“Não! Eu tentei essas duas coisas durante muito tempo e não deu em nada!”
Então deixa-me ver se percebi… Das milhares de coisas que podes fazer para mudar a tua vida, tu escolheste duas que não funcionam, e fizeste vezes sem conta para ver se alguma coisa de diferente acontecia?
“……….”
Por hoje não digo mais nada!...

 

Até para a semana, e um Abril cheio de novas atitudes!

 

Autora: Nádia Tavares - DreamAchieve 

Fonte: Vivências Press News

1 de Abril de 2017