Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

|| DreamAchieve || Performance Coaching

Psicologia do Desporto e Performance || Coaching Desportivo e Executivo || Formação

|| DreamAchieve || Performance Coaching

Psicologia do Desporto e Performance || Coaching Desportivo e Executivo || Formação

VPN: SENTIDO PARA ALGO SEM SENTIDO

SENTIDO PARA ALGO SEM SENTIDO.jpg

 

Todos os sábados será publicado um artigo de Desenvolvimento Pessoal na Página Vivências Press News

 

Sou o tipo de pessoa que acredita que tudo tem uma razão, e que acredita que as coisas não precisam de ter um real sentido, para no fundo terem sentido.

Cada acontecimento, cada imprevisto, cada passo atrás, cada perda, cada emoção chamada “negativa”, tem um sentido, tem um papel na nossa vida. Se assim nós quisermos…

 

A mente é uma coisa engraçada, aquilo que pensamos também sentimos, e aquilo que sentimos acabamos por fazer. Se começares a lembrar-te da voz da pessoa mais importante para na tua vida (consegues lembrar-te da voz dessa pessoa agora?), a tendência é sorrir. Daí vem a boa disposição, e uma série de atitudes que vêm de acordo com essas boas sensações. Se por outro lado começar a pensar na voz de uma pessoa que detesto (consegues lembrar-te da voz, do tom e do que te costuma dizer que tanto te irrita?), começam logo a surgir as más sensações, e provavelmente o teu comportamento será outro.

Giro não é? A forma como podemos brincar com a nossa mente? Isto claro, quando a sabemos usar a nosso favor. A nossa imaginação é um mundo de possibilidades que quebra qualquer limite.

 

Com essa imaginação também podemos brincar com o significado das coisas. As coisas são o significado que atribuímos a elas, e mudando o significado das coisas, mudamos tudo. Um dos significados que hoje gostaria de falar, é do significado que atribuímos à DOR.

Se há coisa que muitos não entendem é o papel da dor na nossa vida. Vemos como algo negativo. Além disso misturamos o significado da dor com o significado do sofrimento, quando são coisas completamente diferentes.

Quando acabares de ler este texto, irás saber cooperar com a dor em teu favor, sem sofrimento. Irás ver como a dor é natural, mas o sofrimento vem de questionar essa natureza. Irei ajudar-te a dar sentido, a algo que normalmente não tem sentido.

 

O que seria daquela pessoa que não sente dor nunca? Será que iria ser cuidadosa com a sua integridade física? Será que iria detetar quando o seu corpo enviasse algum sinal de uma possível doença? Será que iria ter cuidados médico? A dor física tem o papel de nos alertar que algo se passa no nosso corpo, ou com a nossa saúde. Sem ela, morreríamos sem saber porquê.

 

Entendo que provavelmente esperavam que falasse de outro tipo de dor. Então deixa-me dar outro exemplo. Imagina que perdes um ente querido (pode até ser o teu caso), e que no momento em que recebes a triste notícia, ou quando recebes os teus familiares nos momentos das condolências, estás com um sorriso enorme, feliz, e sem qualquer problema com o que aconteceu. Estranho, não é? Uma pessoa que amas parte para sempre, e tu não sentes qualquer tipo de dor? A dor neste caso, tem o papel de demonstrar o amor. Quando maior a dor, maior foi (e é) o amor.

 

Pode ser que este não seja o teu caso, sendo assim, posso dar ainda mais um exemplo? Acredito que com este, todos se identifiquem.

 

Aquilo que o que mais influencia uma pessoa a não mudar, e a viver apenas na metade do seu potencial, é um lugar fofo chamado Zona de Conforto. Não deixamos aquele emprego que não gostamos, para começar a trabalhar por conta própria no que nos apaixona, porque estamos na zona de conforto. Não começamos a fazer exercício para sermos mais saudáveis, porque estamos na zona de conforto. Não acabamos aquele relacionamento que nos faz mal (amoroso ou não), porque é mais confortável estar acompanhado que sozinho.

 

Se não fosse por uma pequena coisa chamada DOR, ninguém tomaria a decisão de mudar de vida. Não haveria testemunhos espetaculares de pobres que se transformaram em empresários, de atletas que bateram recordes, de depressões transformadas em exemplos de inspiração e superação.

 

Toda a grande mudança vem de um grito de DOR que diz: Não aguento mais!! Quando chegares aí, deste o primeiro passo para a tua grande mudança.

 

Quem vive em sofrimento, é quem não sabe canalizar a DOR em seu favor. Ela é inevitável, mas o conflito interno sobre os porquês da dor, são totalmente evitáveis.

 

Aprende a usar a dor em teu favor, e aprende a viver sem limites.

 

Autora: Nádia Tavares - DreamAchieve 

Fonte: Vivências Press News

11 de Março de 2017